Cartas de Agradecimento 15-02-2017

0

Há dois meses passei por uma cirurgia de alto risco devido ao excesso de peso que estava prejudicando barbaramente meus joelhos. O ortopedista recomendou-me que fizesse bariátrica, pois a cirurgia de joelho nada resolveria.

Fiz a cirurgia recomendada e tive muitas complicações, foi necessário ir para a U.T.I, onde permaneci por 13 dias. Lá contraí uma bactéria. Tinha febre todos os dias, fiz punção de pulmão, tive pneumonia e me alimentava por sonda. Passei dias sem beber água, meu sangue já coagulava. Foi um sofrimento intenso. Após a alta da U.T.I, fiquei por mais 10 dias hospitalizada. Foram dias difíceis, mas por nenhum momento minha Mãezinha me abandonou. Eu e meu esposo somos seus devotos.

Nossa família, amigos da igreja, do trabalho e do E.C.C, foram incansáveis com as orações. Jesus, com a intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ouviu nossas orações.

Hoje estou completamente recuperada da cirurgia, voltei a minha vida normal.

Obrigada, Mãe do Perpétuo Socorro. Continuo sendo grata por todos os milagres concedidos em minha vida.

De uma devota eternamente agradecida!

 

 

No dia 12 de março de 2015 recebi uma ligação do meu neto de 5 anos de idade, pedindo ajuda. Seu pai havia tomado vários comprimidos de medicação controlada, tentando suicídio. Levamos meu filho, que já estava com diagnóstico de depressão gravíssima, para o atendimento médico, recebeu os primeiros socorros e após o período de observação, encaminhado para internação em uma clínica. Ele estava muito resistente à internação, não aceitava o tratamento. Foram momentos de muita aflição para toda minha família.  Meu coração estava despedaçado em ver meu filho naquela situação sem saber o que fazer para ajudá-lo. Em momento algum perdemos a fé em Deus e em Maria.  Vinha às novenas em pranto, pois aqui recarregava minhas forças.

No dia 27 de março, contrariando as previsões do médico, que dizia que ele teria que ficar no mínimo três meses internado, meu filho teve alta. Era necessário cuidado redobrado. Cada dia que passava, notavam-se melhoras consideráveis, alguns dias bem, outros não tão bem, mas a fé em Deus e na Mãe do Perpétuo Socorro foi grande o suficiente para nos manter em pé e unidos.

Hoje, meu filho já retornou ao trabalho, continua seu tratamento. Eu e meu esposo, todas as quartas-feiras estamos aqui no Santuário para louvar e agradecer a Mãezinha do Perpétuo Socorro, por esta graça alcançada.

Obrigada Mãezinha.

 

De uma devota eternamente agradecida!

 

Mais uma vez venho agradecer a minha Mãezinha por ter intercedido por um grande milagre em minha família.

Um primo muito querido foi diagnosticado com uma doença muito rara chamada “Síndrome de Fournier”, que necrosa os tecidos e vai atingindo todas as partes do corpo. Os médicos disseram a irmã dele, minha prima, que o risco de morte era iminente e que só lhe restavam sete dias de vida. A família ficou em choque, e começamos as orações para nossa Mãezinha do Perpétuo Socorro, e quando tudo parecia perdido ele se desentubou sozinho, saiu da cama e começou a conversar. A recuperação foi espantosa. Até os médicos não acreditavam no que havia acontecido. Hoje ele está em casa, ainda se recupera e logo poderá voltar a vida normal.

De uma devota eternamente agradecida.

 

Venho por meio desta carta, agradecer uma graça por mim recebida.Em abril do ano passado eu estava viajando pelo interior do Estado acompanhado por minha mãe e tia, e em determinado momento o veículo capotou várias vezes. Olhei para o lado e vi minha mãe desmaiada, com o rosto coberto de sangue; como ela não respondia tentei despertá-la sem sucesso. Minha tia, porém, despertou e estava aparentemente sem fraturas.

Naquele momento vi que precisava buscar ajuda, era impossível abrir as portas do veículo; pude fazê-lo com muito esforço.

“No acostamento daquela estrada escura olhei para o céu e clamei: ‘MINHA NOSSA SENHORA, DO PERPÉTUO SOCORRO, SALVA MINHA MÃE”.

Minha mãe sofreu um corte no rosto de quase 200 pontos, precisou de cirurgia reparadora além de outras ortopédicas no braço, mão, costelas e pulmão. Minha tia teve fraturas, hematomas, desorientação e fortes dores de cabeça.

Como sou devoto e frequento a novena desde 2014, tenho certeza que hoje nós estamos vivos graças ao milagre ocorrido por intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que intercedeu junto ao Seu Filho e nos fez sair vivos daquele acidente.

Muito obrigado por esse milagre!

 

De um devoto eternamente agradecido.