Pensamentos da Novena 21/01/2015

0

Intenção Geral

Com Maria, assumimos as dores da vida para celebrarmos a alegria da ressurreição”.

Estamos iniciando uma nova série de novenas que vai terminar no dia 18 de março, bem próximo da Páscoa. Durante esta série de novenas, vamos passar por quase todo o tempo da Quaresma, que é um tempo oportuno para reflexão e penitência. Escolhemos como tema geral para esta série de novenas: “Com Maria, assumimos as dores da vida para celebrarmos a alegria da ressurreição”. Ou seja, vamos passar por toda a quaresma para celebrarmos a alegria da páscoa da ressurreição. Em cada quarta-feira meditaremos sobre as dores de Nossa Senhora.

Faz parte da devoção popular, celebrar as chamadas sete dores de Nossa Senhora. Começa pela profecia de Simeão sobre o Menino Jesus; depois tem a fuga para o Egito, o Menino Jesus perdido no Templo, o encontro de Maria e Jesus no caminho para o calvário, Maria aos pés da cruz, Maria recebendo o corpo de Jesus morto e Jesus sendo sepultado. São sete fatos que trouxeram grande sofrimento para Maria Santíssima. Meditar sobre essas dores é entrar também em sintonia com as dores de Cristo.

Essas dores já foram retratadas em músicas, poemas, teatro, dança, lamento e escultura. No Brasil, existe uma escultura feita pelo Aleijadinho, que foi um importante escultor, entalhador e arquiteto do Brasil colonial. Ele fez uma escultura chamada de Nossa Senhora das Dores, que retrata Maria com sete flechas cravadas em seu coração, lembrando as sete dores. Esta obra de arte está no Museu de Arte Sacra, em São Paulo. Em nível mundial, temos a belíssima PIETÁ, escultura feita por Michelângelo, em 1499. Esta escultura em mármore, conhecidíssima no mundo inteiro, está na Basílica de São Pedro, no Vaticano, e representa Maria com o corpo de Jesus morto em seus braços. Enfim, existem várias formas de retratar os sofrimentos de Nossa Senhora. A Igreja Católica estabeleceu que dia 15 de setembro é a data para celebrar Nossa Senhora das Dores e fazer memória de todos esses sofrimentos pelos quais Maria passou.

Durante esta novena, nós queremos rezar olhando para a vida de Maria e meditar que ela foi muito fiel e perseverante, mesmo na dor. Em nenhum momento ela deixou-se abater ou perdeu a fé e a esperança na promessa de Deus. Que durante este tempo saibamos assumir todas as nossas dores e sofrimentos do dia a dia, com coragem, esperança e fé. Após assumirmos esses desafios, celebraremos as alegrias da páscoa, da ressurreição. Boa novena pra você. Que o Espírito Santo te conduza. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo…