Taiwan elege primeiro vice-presidente católico

0

Taipé (RV) – A eleição do primeiro Vice-presidente católico em Taiwan poderá trazer um impacto positivo para a igreja ilha da “província rebelde” chinesa. Pelo menos esse é o pensamento dos católicos desde que a candidata do Partido Democrático Progressista (MCT), pró-independência, venceu a eleição no último sábado (15/1).

Reconhecido epidemiologista, Chen Chien-jean é tido como um católico fervoroso. Por suas contribuições para a Igreja, já foi condecorado com Ordem da Cavalaria do Santo Sepulcro em 2010 e com a Ordem de São Gregório Magno em 2013.

Valores cristãos

À agência UCAN, o educador católico James Liao acredita que o novo Vice-presidente trará valores cristãos para o círculo político. “Isso ajudará a melhorar a eficácia do governo e promover a justiça para que as autoridades se unam à igreja pela ajuda dos marginalizados e pelo bem-estar social”, relatou.

Já um outro consultor católico ouvido pela agência vê pouca função de Chen na área política, embora “instituições católicas possam talvez convidá-lo como porta-voz em busca de recursos”. Para ele, a população católica na ilha – cerca de 270 mil pessoas – é muito pequena para se influente.

De acordo com ele, os partidos políticos não dão tanta importância às igrejas, exceto para diplomacia. “A situação atual – relata o consultor – mostra que Taiwan tem espaço limitado para diplomacia, onde a Igreja pode desempenhar um papel.”

Primeira mulher a assumir o comando de Tawin, Tsai Ing-wen defende em seus discursos a soberania da ilha frente à China. (PS/UCAN)