Cartas de Agradecimento 25-05-2016

0

Venho por meio desta carta, agradecer a intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro por uma graça recebida. Há 15 anos no mês de Maio, minha esposa fez um exame de rotina que constatou um nódulo no seio direito. Após, uma pulsão e biopsia chegou o resultado que nós tanto temíamos e que trouxe sofrimento para toda nossa família, era câncer! Foi como se o chão saísse de nossos pés! Iniciamos então uma corrente de oração e a novena para Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Minha esposa se submeteu a uma mastectomia radical e iniciou um longo tratamento com radioterapia, mas, graças a Nosso Senhor Jesus e nossa mãezinha ela conseguiu se curar. Mesmo assim, teria que continuar fazendo acompanhamento médico. Em Abril deste ano, foram feitos novos exames e foi diagnosticado outro nódulo, dessa vez do lado esquerdo, sendo preciso fazer uma nova pulsão. Nesse momento, pedi para Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nas minhas novenas com muita fé, sentindo dentro do meu coração que o resultado seria negativo para doença. Novamente nossas preces foram atendidas o exame deu negativo e minha esposa está livre dessa doença!

Quero muito agradecer ao Divino Espírito Santo e a Nossa mãe do Perpétuo Socorro por mais essa graça recebida.

De um devoto, eternamente agradecido.

Venho por meio desta carta, agradecer mais uma graça recebida pela intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Em outubro de 2015, minha irmã teve um aneurisma cerebral, devido a uma convulsão sofrida, durante problemas de saúde. Para aumentar nossa angústia, tivemos que esperar ainda 14 dias de repouso absoluto para que ela fosse encaminhada para cirurgia. Vivemos um tempo de provação, pois o estado dela era delicado. Recorremos então, ao auxílio da Virgem Santíssima poderosa e medianeira. Graças a nossa mãezinha do céu, sentimos paz de espírito, fé e esperança, transcorrendo tudo bem. Minha irmã foi curada, libertada e restaurada. Obrigada Nossa Senhora do Perpétuo Socorro por interceder junto ao seu filho Jesus, pois, sabemos que tudo é para honra e glória do Senhor.

 De uma devota, eternamente agradecida.

Venho por meio desta carta, agradecer a intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, por uma graça recebida. Há três anos, descobri que estava grávida, foi uma explosão de alegria e medo ao mesmo tempo. No início da gestação, com apenas 9 semanas sofri um sangramento muito forte. Fui para maternidade e lá o médico de plantão, depois de fazer um exame clínico, me levou direto para o centro cirúrgico, para fazer um procedimento comum quando se perde o bebê. Já estava no centro cirúrgico, quando outra médica pediu um ultrassom antes de realizar o procedimento, e ai a surpresa! Quando o médico colocou o aparelho na minha barriga, lá estava o coração do bebê a bater forte. Após sete dias do ocorrido, voltei ao meu obstetra e ele pediu um novo ultrassom, que apontou um descolamento da placenta, com riscos de um ter um aborto. Segundo meu obstetra só Deus poderia salvar meu bebê.Cheguei em casa contei para minha sogra, ela ficou quieta por um tempo e logo depois me chamou para ir na missa de adoração ao Santíssimo. Foi muito emocionante, chorei do começo ao fim, sempre pedindo pela minha gestação. No sábado, tive outro sangramento e me desesperei.  Minha sogra me consolou e disse para eu fazer um propósito com Deus. Fui para o quarto e comecei a conversar com Jesus. “Meu Deus me mostre qual o propósito que o senhor tem para mim! Eu já amo tanto essa criança que cresce dentro de mim!” Adormeci e acordei com minha sogra me chamando para ir à missa, já no carro ela me disse que sonhou com sua neta. Na mesma semana voltei ao médico e minha graça estava revelada, não existia mais lesão. Graças à mãezinha hoje minha filha tem dois aninhos, é o meu melhor e mais precioso presente.

 De uma devota, eternamente agradecida.

Venho por meio desta carta, agradecer a intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro por mais uma benção recebida. Há um ano e oito meses me propus a sair do meu serviço para ir atrás de um sonho, ser funcionário público. Achei que seria fácil, porém, o tempo foi passando e eu percebi que era muito mais complicado do que pensei. Muitas horas de estudo, dedicação, comprometimento e abdicação de muitas coisas, além do emocional que é atingindo pelas pressões diárias, como o aumento das contas. Pensei em desistir e voltar a trabalhar por várias vezes, mas toda a semana buscava resposta no Santuário para saber se esta seria a decisão certa. Sempre que vinha a novena me sentia revigorado e pronto a continuar e enfrentar todas as dificuldades. Depois de dois anos e três meses veio finalmente a tão sonhada aprovação e nomeação. Hoje estou morando fora de Campo Grande por conta disto, mas muito feliz por ter sido abençoado pela nossa mãezinha.

 

De um devoto, eternamente agradecido!