Pensamento da Novena 21-09-2016

0

Intenção Geral: “Para resgatar em nós os valores cristãos”.

 PENSAMENTO

Hoje estamos na sétima semana da novena, rezando para resgatar em nós os valores cristãos. Essa questão de valores é cada vez mais discutível na sociedade e até mesmo na Igreja. Qual é o parâmetro para decidir que algo tem grande valor ou não? A falta de parâmetros, fez com que a sociedade se inchasse de leis e regras para que pudesse sobreviver e se relacionar.

Parece algo irracional ter que criar leis, por exemplo, proibindo fumar em ambientes fechados; ou multa para quem ultrapassa o semáforo vermelho; ou para quem desmata nas margens dos rios e nascentes. Por outro lado, é inacreditável que chegamos ao ponto de ter que criar leis que reservam lugares para pessoas portadoras de necessidades especiais; (não seria obvio que elas merecem respeito?) ou para idosos terem preferência nas filas de atendimento; (não parece óbvio que isso é uma questão de respeito?) ou para punir quem abusa sexualmente de crianças; (não seria óbvio que isso é um crime horrível?). Essas coisas deveriam fazer parte do respeito entre as pessoas, da consciência bem formada e reta. Aqui mesmo no santuário, um lugar sagrado, constantemente precisamos lembrar que não podem comer pipoca aqui dentro; ou que não podem colar chicletes nos bancos; ou que precisam respeitar os espaços sagrados. Parece óbvio que por ser um lugar sagrado, isso nem precisasse de regras.

O que será que nos falta? Será que não aprendemos na família e na escola, as regras mínimas de boa convivência? Ou será que a sociedade entrou num estado de indiferença total com os valores necessários para a vida comum? Nós vemos a maioria de nossos políticos envolvidos em escândalos grandiosos de valores morais, financeiros e éticos, mas as vezes esses desvios de conduta começam nas pequenas coisas, como jogar papel na rua, pela janela do carro.

Precisamos resgatar os valores, começando pelos pequenos, que vão se refletir nos grandes. Esse processo passa pela família, pela educação, pela igreja, pela sociedade inteira. E essa mudança começa com cada um de nós, quando fazemos uma avaliação de nossos pensamentos, sentimentos e atitudes. Peçamos hoje que a mãe do Perpétuo Socorro nos ajude a ser mais justos, mais humanos, mais gentis, mais solidários, mais respeitosos, enfim, mais cristãos… Rogai por nós, Santa Mãe de Deus…