Cartas de Agradecimento – 30-11-2016

0

Final de ano é sempre um tempo que mexe muito com os sentimentos da gente. Eu nem gosto muito desse tempo. As vezes me deprime, me deixa pra baixo, me deixa estranha. Foi pensando em tudo isso que resolvi escrever esta carta de agradecimento. Frequento as novenas há mais de 10 anos. Sem falhar. Em cada final de ano eu faço uma revisão de vida e confirmo mais uma vez que, sem nossa Senhora e Jesus eu não sei como teria vivido. Em todos os momentos da minha vida eles dois estavam presentes. Agradeço por tudo que vivi em 2016, peço um pouco mais de alegria espiritual e peço também que 2017 venha repleto de coisas boas, bênçãos e muita luz. Que este santuário continue sendo o local onde encontro sentido para minha vida. Sempre serei devota.

Uma devota eternamente agradecida.

Escrevo esta carta para agradecer ao santuário por colocar um tema tão relevante na série de novenas: rezar pela saúde completa. Na minha ignorância eu sempre acreditava que quando se falava em saúde, era apenas a saúde física. Não tinha pensado direito para perceber que existem as doenças da mente e do espírito. Durante estes últimos meses tenho me atentado para essas áreas da minha vida, e percebi que preciso muito de saúde espiritual: tenho certas fragilidades, desânimos, cansaços, frustrações, decepções. Meu espírito muitas vezes está abatido e desanimado e isso me deixa muito mal. Através da novena tenho buscado fortalecer esta área da minha vida. Agradeço a nossa Senhora pela intercessão e pela presença em minha vida.

Sou um devoto eternamente agradecido.

Em 2016 eu tive duas perdas em minha vida: minha avó de 91 anos e um tio de apenas 55 anos. Nossa família fez de tudo possível para cuidar bem da minha avó. Ela foi cuidada e amada até o seu ultimo momento. Meu tio morreu de acidente de carro. Diante desses dois fatos, eu comecei a pensar muito sobre o que é a vida. A vida é apenas um sopro, um vento que passa, uma brisa serena. Mesmo minha avó, com 91 anos, foi uma luz que acendeu outras luzes, mas que também passou. Meu tio foi muito rápido. Acredito que ele gostaria de ter vivido mais para continuar sendo a pessoa maravilhosa que ele era. E pensando em tudo isso, fiz um propósito diante de nossa Senhora: quero viver cada dia intensamente, como se fosse o ultimo dia da minha vida. Não sei quando será o ultimo dia, mas quando ele vier, que eu tenha vivido de um jeito que tenha valido a pena. Agradeço a Nossa Senhora por ela me ouvir sempre em minhas angustias. Que ela continue sendo uma luz em minha vida e me dê forças para superar todos os obstáculos.

Sou uma devota eternamente agradecida.

 

Eu sempre sonhei em ter meu próprio trabalho, em ser dono dos meus horários, sem depender de patrão ou alguém que me desse ordens todos os dias. Mas eu não tinha forças para lançar vôo próprio. Estava empregado, mas infeliz, e sem coragem para buscar algo novo. Em abril desse ano, por causa da crise no país, eu fui mandado embora da empresa. Redução de custos e de funcionários. Foi quando me bateu a ansiedade, a dúvida, a tristeza e a falta de alternativas. Numa quarta-feira um amigo do grupo de futebol me convidou para vir à Novena. Eu vim e senti uma coisa tão forte que não parei mais de freqüentar. Na terceira semana eu tive uma luz: me veio a idéia de começar a fazer comida japonesa para vender aos amigos. E assim eu comecei a fazer. Eu sempre gostei disso e sei fazer bem feito. O negócio prosperou tanto que hoje eu já estou contratando gente pra me ajudar. Estou muito feliz com minha pequena empresa. E sei que foi Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que me abriu as portas para um futuro feliz.

Por isso sou um devoto eternamente agradecido.