Cartas de Agradecimento 24-01-2018

0

O ano de 2017 foi de superações para nossa família. Nossa filha de 19 anos esteve muito doente, foi internada várias vezes. Iniciou na extração dos dentes sisos, que provocou inflamação e, por ela ser alérgica a certas medicações, teve complicações no estomago e esôfago; abriram quatro úlceras, sendo necessária uma intervenção no tórax para continuar tomando a medicação.  Por erro no procedimento, houve complicações no pulmão e também causou trombose no braço direito.

Foram dias de agonia, pois necessitou de procedimento cirúrgico no pulmão, ocorrido no dia 13 de maio. Eu me ajoelhei aos pés de Nossa Senhora de Fátima e pedi como mãe desesperada, para que ela salvasse minha filha; meu esposo se pôs aos pés de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Santuário. O dia todo pedimos por nossa filha. Foram quarenta e cinco dias de desespero.

Às vezes tive receio de perder minha fé, mas meu esposo estava sempre ali, me dizendo: calma, vai dar certo, vamos ter fé em Nossa Senhora. Tudo passou com a graça Dela e hoje só temos gratidão por nossa Mãezinha. Mãe que nos acolhe em seus braços, assim como fez com seu filho Jesus.

De uma família eternamente agradecida.

Venho por meio desta agradecer a Mãe do Perpétuo Socorro por mais uma graça alcançada.

Minha mãe que é fumante há muito tempo, apresentou episódios de tosse. Após certo período, as tosses aumentaram e fiquei extremamente preocupada. Assim, pedi a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que tocasse no coração dela para que realizasse, com urgência, um exame no pulmão, pois se estive com alguma doença pulmonar em fase inicial, seria possível o tratamento para evitar o agravamento.

Sempre pedi a minha Mãezinha do Perpétuo Socorro que, independentemente de qualquer coisa, lhe fosse dada a chance para que ela pudesse parar com o vício e passasse a ter muita saúde e vitalidade.

Finalmente minha mãe fez o exame do pulmão e foi constatado um problema em fase inicial decorrente do vício; já iniciou o tratamento para se livrar da dependência do cigarro.

Obrigada minha Mãezinha, obrigada Jesus!

 

De uma devota eternamente agradecida.

Venho por meio desta carta, agradecer a intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Há quatro anos tive síndrome do pânico e depressão; fiquei um mês sem ir até o portão de casa. Parei toda minha vida. Estava fazendo faculdade de administração, 3º semestre. Tudo mudou: vida social, profissional, parei minha vida.

Passaram-se alguns meses, fui ao médico, tomei medicamentos, mas não resolvia; tinha pavor de sair de casa, até mesmo acompanhada da minha mãe.

Antes de tudo isso acontecer vinha às novenas, depois comecei a assistir pela televisão e, com muita fé, continuei a segui-la. Com a graça de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Jesus Cristo, fui curada, retomei minha vida, comecei a fazer outra faculdade, curso de pedagogia, algo que realmente me deixa feliz; faço estágio em uma creche. Hoje estou realizada e curada.

De uma devota eternamente agradecida.

Venho pelo presente relatar a graça alcançada.

Quando comecei a novena foi interrompida, então comecei outra. Só que desta vez pedi para que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro me desse forças para terminar.

Descobri que meu filho de 19 anos estava usando drogas; coloquei-o nas mãos da Mãe e também pedi que abençoasse um serviço para ele.

Havia ido ao posto de gasolina para abastecer e lá estavam solicitando candidatos a novos frentistas. Entreguei o currículo do meu filho, embora soubesse que havia muitos candidatos, mesmo assim não desisti.

No currículo só constavam os dados dele, não havia experiência de trabalhos anteriores. Tive uma conversa com ele a respeito das drogas e ele me pediu que o ajudasse a se libertar.

Ele foi chamado para entrevista e foi contratado. Após este período, me disse que desejava comprar uma moto e perguntei se não era muito cedo. Respondi: “vamos pedir a Mãe do Perpétuo Socorro, e se for da vontade de Deus, nós vamos conseguir”. A Mãe o atendeu: conseguimos!

Quero agradecer a Mãe Nossa Senhora do Perpétuo Socorro pela graça alcançada.

 

De um devoto eternamente agradecido.