Pensamento da Novena 14-03-2018

0

Intenção Geral: “: “Pela cura da depressão e das doenças da alma””

Estamos na terceira semana dessa série de novenas, que tem por intenção geral rezar “pela Cura da Depressão e dos males da Alma”. Hoje queremos falar de uma situação que muitos enfrentam principalmente no trabalho, mas que também acontece dentro do ambiente familiar. É o sentimento de que sem a nossa presença, absolutamente nada vai acontecer, isto é, nos sentimos indispensáveis e insubstituíveis. Uma necessidade constante de provar a nós mesmo e aos outros que somos capazes e que conseguimos dar conta de tudo, o que acaba por nos sobrecarregar de trabalhos afazeres e obrigações que nem sempre deveriam estar sobre as nossas costas.

Esse tipo de atitude gera em nós um pensamento muito complicado: de que somos essencialmente responsáveis por tudo dentro do ambiente que estamos. Isto é, seja no trabalho, seja em família, acreditamos que se não estivermos ali atentos e dedicados a todas as tarefas, as coisas não vão acontecer, que nossa presença é indispensável para que a vida aconteça.

Isso faz com que forcemos a nossa mente e nosso corpo, até situações extremas, gerando frustrações, queda de imunidade, ansiedade generalizada e tristeza. Por exemplo, quando ficamos doentes, muitas vezes não permitimos ao nosso corpo o descanso necessário, nos forçamos a aguentar a carga que nós mesmo colocamos, acreditando piamente que sem a nossa presença nada mais anda, nada será realmente bem feito, ou ainda por que acreditamos que no final do dia seremos vistos como mártires, que derramaram seu sangue por aquele trabalho ou situação.

Esse tipo de pensamento sempre nos machuca: primeiro por que aceitamos muitas cargas e responsabilidades, que nem sempre são necessárias, apenas por que acreditamos que sem nós nada acontece. E segundo, quando somos obrigados a nos afastar destes afazeres, nos damos conta que sim, as coisas acontecem sem a nossa presença, e caímos na dura realidade de que somos de fato dispensáveis.

Mudar esse tipo de atitude leva tempo e esforço, somos doutrinados a pensar assim. Mas a saída mais saudável, para escapar desse labirinto é fazer com que os outros ao nosso redor assumam e dividam o peso conosco. Não precisamos abandonar nossas responsabilidades, mas sim dividi-las. Cada um tem seu jeito de fazer as coisas, é isso que nos torna especiais e únicos. O pensamento que devemos ter é: sim as coisas vão acontecer sem a minha presença, mas com o meu Jeito elas vão ser ainda melhores. Isso significa  prezar pela saúde mental e física.

Que Maria, nossa mãe, nos guie e ajude a olhar a vida de forma mais leve, vivendo os momentos de nossa história sempre da melhor maneira possível,

Rogai por nós , ó santa mãe de Deus.