Santuário tem nova comunidade Redentorista

0

Foi realizada nesse domingo, 27, a Missa Solene de Posse do novo reitor do Santuário, Pe. Reginaldo Padilha. O missionário redentorista será o 24º Pároco e o 6º reitor do Santuário.

Pe Reginaldo Padilha, que estava como pároco da Nossa Senhora da Guia, é conhecido pelos devotos. Ele ajuda nas celebrações de novenas e missas no Santuário há sete anos, desde que chegou à Campo Grande.

“É uma alegria trabalhar neste Santuário. Junto com meus irmãos redentoristas vamos dar continuidade a promoção da devoção a Nossa Senhora sob o título de Perpétuo Socorro, que fez desse lugar sagrado conhecido por milhares de pessoas”, declara o novo reitor.

Também foi apresentada a nova comunidade redentorista do Santuário, que vai cuidar do Santuário, da Comunidade Santo Agostinho e da paróquia Nossa Senhora da Guia, além de promover as vocações em todo o Mato Grosso do Sul.

O Superior Provincial da Província Redentorista de Campo Grande (PR-MS), Pe. Edilei Silva, ressaltou durante a apresentação da nova comunidade: “Nós redentoristas não fazemos nada sozinhos. Trabalhamos juntos sempre. Todas as conquistas que este Santuário teve foi de todos os redentoristas que passaram por aqui. Agora, serão novos missionários que juntos vão desenvolver esse trabalho de evangelização”.

A missa foi presidida pelo Bispo Auxiliar de Campo Grande, Dom Janusz Maria Danecki e contou com a presença de vários redentoristas e diocesanos e grande número de fiéis.

O Santuário acolhe com alegria a nova comunidade Redentorista:

SANTUÁRIO N. S. PERPÉTUO SOCORRO
PARÓQUIA N. S. GUIA
Campo Grande/MS
Pe. Reginaldo Padilha (reitor do Santuário Estadual)
Pe. Roque S. Gabriel (pároco da N.S. Guia)
Pe. Thiago P. Machado (Promoção Vocacional)
Pe. Cássio Oliveira
Pe. Rodrigo Augusto de Souza
Ir. Hélio Nunes
Pe. John Gallagher (Comunidade Terapêutica)

*Os missionários da Nossa Senhora da Guia e Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro irão residir na mesma casa.

Pe Dirson Gonçalves, Pe. Oliton Gomes e Irmão Fernando Batista darão continuidade à vida missionária em outras localidades, levando toda fé e devoção, demonstrada aqui no Santuário, para abençoar outras comunidades.

“Fico muito alegre de ver tudo o que foi feito aqui. O Santuário é hoje essa referência devido ao trabalho de todos os missionários que passaram por aqui, desde 1939. Termino minha missão com o sentimento de dever cumprido”, declara Pe. Dirson.

A pedido do Arcebispo, Dom Dimas, está sendo criada a “área pastoral”, que ficará aos cuidados do Pe. Agenor, que residirá na sede de sua fundação, o Instituto Misericordies Sicut Pater.