300 anos do encontro da imagem de Aparecida é tema de coletiva

0
Na coletiva de hoje, bispos informaram como serão as comemorações pelos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida; 50 anos do Concílio Vaticano II também esteve em pauta

Jéssica Marçal
Enviada especial a Aparecida (SP)

As comemorações pelos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida foram o foco da coletiva desta sexta-feira, 17, na 53ª Assembleia Geral da CNBB. Outro tema em evidência foram as celebrações pelos 50 anos do Concílio Vaticano II.

Atendendo a imprensa, estiveram o arcebispo de São Paulo (SP), Cardeal Odilo Pedro Scherer, o bispo auxiliar de Campo Grande (MS), Dom Eduardo Pinheiro da Silva, e o bispo auxiliar de Aparecida (SP), Dom Darci Nicioli.

Segundo Dom Darci, a escolha do tema das comemorações começou em 2012, nas novenas realizadas no Santuário Nacional. Escolheu-se como tema os mistérios do Rosário. Para o ano de 2016, o foco será o rosto de Maria no Brasil e serão escolhidos os 9 nomes mais expressivos atribuídos à Nossa Senhora para que sejam celebrados ao longo de todo o ano.

Já em 2017, ano em que de fato se celebram os 300 anos do encontro da imagem, a celebração central será dedicada a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil. Dom Darci disse que, nesse meio de tempo, 123 dioceses já agendaram a visita da imagem, que peregrina por todo o país.

Ele também recordou que esta não é apenas uma celebração brasileira, pois acontece conjuntamente com Portugal, já que lá se celebra, em 2017, o centenário das aparições de Nossa Senhora de Fátima. “Dois povos irmãos unidos nessa celebração”, comentou. Nos dias 12 e 13 de maio próximos, a imagem de Nossa Senhora Aparecida será entronizada em Fátima, assim como o inverso já aconteceu em 2014.

A inauguração oficial das comemorações será em outubro de 2016, quando será construído o campanário de quase 50 metros de altura projetado por Oscar Niemeyer.

Unido a todas essas comemorações estará o projeto “Rota 300”, desenvolvido junto aos jovens para que também eles possam estar integrados nas comemorações do tricentenário. Quem falou desse projeto na coletiva foi Dom Eduardo, que é o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB. O projeto tem três eixos principais: a missão dos jovens, a assessoria dos adultos nesse trabalho de missão juvenil e estruturas de acompanhamento.

Saiba mais sobre o projeto:
.: Vigília lança o “Rota 300”, projeto de evangelização juvenil

Concílio Vaticano II

Nesta Assembleia, concluem-se os quatro anos que a CNBB dedicou em comemoração aos 50 anos do Concílio Vaticano II. Logo mais, às 18h, os bispos vão participar de uma sessão solene de homenagem ao cinquentenário.

Segundo Dom Odilo, serão três os pontos principais abordados nessa sessão: a recordação do Concílio Vaticano II, os frutos do Concílio e as questões que ainda hoje esse grande evento da Igreja propõe.

O cardeal destacou que essa sessão não encerra o interesse pelo Concílio. Pelo contrário, esses anos de comemoração serviram para voltar ao Concílio e recordar as grandes questões propostas e como esse evento ainda pode dar muitos frutos.

“Será que o Concílio Vaticano II já deu tudo o que tinha que dar? Ainda não”, declarou o cardeal, acrescentando que hoje, pelo contrário, é possível avaliar com mais serenidade as contribuições do evento.