Carta de agradecimento 30-12-15

0

Venho por meio desta carta, partilhar um pouco como foi o meu ano de 2015. Moro em um bairro pobre de Campo Grande e numa dessas grandes chuvas eu perdi praticamente tudo dentro de casa. Depois da tempestade eu me ajoelhei na porta da frente, olhando para a destruição de meu lar, e chorava em desespero. Meu marido estava desempregado e nada estava fácil para nós.

Eu e meu filho de 23 anos sempre participamos das novenas. Ele é um guerreiro: trabalha em dois empregos e ainda faz faculdade a noite. Meu filho é meu herói, meu espelho. É através dele que eu comecei a fazer as novenas. Quando a gente perdeu tudo com as chuvas eu vinha com ele nas quartas-feiras e encontramos no santuário do Perpétuo Socorro a força para continuarmos nossa vida.

Hoje meu marido já está trabalhando novamente, meu filho continua firme a sua vida corrida, eu também fui chamada para trabalhar como cozinheira numa família muito querida. Meu filho me ajudou a escrever esta carta para mostrar que com fé e perseverança a gente consegue superar todas as dificuldades. Não sei o que seria da minha família se não fosse nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Jesus Cristo em nossa vida. Por isso que sou uma devota eternamente agradecida.