CONHEÇA OS CELEBRANTES DA II FESTA DA PADROEIRA DO MATO GROSSO DO SUL

0

O novenário em comemoração a Padroeira do Estado, organizado pelo Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, será realizado de 21 a 30 de junho. Será a segunda edição após Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ser instituída a “Padroeira de Mato Grosso do Sul”.

Serão nove dias de Festa. Além da extensa programação religiosa, terão também diversas atividades sociais: apresentações de dança, shows, quermesse e muito mais.

Conheça os celebrantes:

  • Dom Henrique Aparecido de Lima, Bispo de Dourados

Dom Henrique Aparecido de Lima nasceu em 28 de julho de 1964 em Toledo, na homônima diocese, no estado do Paraná. Emitiu a profissão religiosa em 29 de janeiro de 1995 na Congregação do Santíssimo Redentor e foi ordenado sacerdote em 20 de novembro de 1999. Frequentou o curso de Filosofia nas Faculdades Associadas do Ipiranga, em São Paulo, e o curso de Teologia no Instituto Teológico São Paulo. Também frequentou diversos cursos de Espiritualidade Redentorista no Centro de Espiritualidade Redentorista, em Aparecida, no estado de São Paulo. Durante o ministério sacerdotal recebeu os seguintes encargos: Vigário Paroquial da Paróquia São José de Ponta Porã (Diocese de Dourados), Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Aquidauana (Diocese de Jardim), Administrador Diocesano da Diocese de Jardim e Vice-Provincial dos Redentoristas. Em 21 de outubro de 2014 foi eleito Superior Provincial da Província Redentorista de Campo Grande. Foi nomeado Bispo de Dourados em 21 de outubro de 2015, pelo Santo Padre Francisco, sendo ordenado e tomado posse como VI Bispo de Dourados, em 30 de janeiro de 2016, na Catedral Nossa Senhora da Conceição de Dourados, pela imposição das mãos do então Bispo Titular de Ficus e Bispo Auxiliar de Aparecida, seu confrade Dom Darci José Nicioli.

  • Dom Janusz Marian Danecki, Bispo Titular de Regie e Bispo Auxiliar de Campo Grande

Dom Janusz Maria Danecki nasceu em Sochaczew, na Diocese de Lowicz (Polônia), em 8 de setembro de 1951. Entrou na Ordem Franciscana dos Frades Menores Conventuais em 1965, estudou inicialmente no Seminário Menor Franciscano de Niepokalanów. Depois do Noviciado, frequentou o curso de Filosofia e Teologia no Seminário Maior Franciscano de Cracóvia. Emitiu os primeiros votos religiosos em 5 de setembro de 1971 e os votos solenes em 8 de setembro de 1975. Foi ordenado sacerdote em 19 de junho de 1977. Antes de ir como missionário para o Brasil, exerceu o ministério sacerdotal nas paróquias franciscanas de Niepokalanów e Lodz, no difícil período da hegemonia comunista. Depois de chegar ao Brasil, recebeu os seguintes encargos: Formador dos postulantes e Superior da Comunidade Jardim da Imaculada, na Diocese de Luziânia; Diretor Nacional da Milícia da Imaculada e Pároco da Paróquia Santo Antônio; Reitor do Seminário Franciscano em Brasília, Guardião do Convento e Secretário da Custódia; Guardião do Convento Jardim da Imaculada em Luziânia; Vigário Provincial e Formador em Brasília; Pároco da Paróquia Jardim da Imaculada em Luziânia. Seu último ofício como presbítero foi como Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Juruá, na Prelazia de Tefé. O Papa Francisco o nomeou Bispo Titular de Regiae para o ofício de Bispo Auxiliar de Campo Grande, em 25 de fevereiro de 2015. Foi ordenado bispo pela imposição das mãos de Dom Dimas Lara Barbosa, Arcebispo Metropolitano de Campo Grande, em 1º de maio de 2015.

  • Dom Dimas Lara Barbosa, Arcebispo Metropolitano de Campo Grande

Dom Dimas Lara Barbosa nasceu em Boa Esperança, na Diocese de Campanha, no estado de Minas Gerais. Antes de iniciar a formação sacerdotal, graduou-se em Engenharia Eletrônica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica em São José dos Campos no estado de São Paulo. Frequentou os estudos filosóficos no Instituto de Filosofia São Bento, em São Paulo, e os teológicos no Instituto de Teologia Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté, em São Paulo. Recebeu o Doutorado em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma. Ordenado sacerdote em 3 de dezembro de 1988 para o clero de São José dos Campos, no curso do ministério sacerdotal foi Secretário do Instituto Nacional de Pastoral da Conferência Episcopal em Brasília e Secretário da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé. Em 11 de junho de 2003 foi nomeado Bispo Titular de Megalopolis in Proconsulari para o ofício de Bispo Auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro, por São João Paulo II. Recebeu a ordenação episcopal pela imposição das mãos do então Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Eusébio Oscar Scheid, em 2 de agosto de 2003. Foi Secretário Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil de 2007 a 2011. Em 4 de abril de 2011, o Santo Padre Bento XVI o nomeou como III Arcebispo Metropolitano de Campo Grande, tomando posse como em 9 de julho do mesmo ano. Também foi Segundo Vice-Presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano, entre 2011 e 2015.

  • Dom João Gilberto de Moura

Dom João Gilberto de Moura nasceu em Ituiutaba, na atual Diocese de Ituiutaba, no estado de Minas Gerais, em 21 de novembro de 1963. Frequentou o curso de Filosofia no Seminário Maior Maria Imaculada em Araxá, em Minas Gerais, na Diocese de Patos de Minas, e o de Teologia no Seminário Maior Maria Imaculada em Brodowsky, na Arquidiocese de Ribeirão Preto, no estado de São Paulo. Recebeu a ordenação sacerdotal em 10 de dezembro de 1995. Em 3 de junho de 2008 foi nomeado Prelado de Honra de Sua Santidade. Durante o ministério sacerdotal recebeu os seguintes encargos: Vigário Paroquial da Catedral-Paróquia São José; Reitor do Seminário Menor Diocesano Santo Cura d’Ars; Assistente Eclesiástico do Movimento Serra; Coordenador Diocesano da Pastoral Vocacional; Representante dos Presbíteros; Pároco da Paróquia Cristo Rei de Centralina; Coordenador Diocesano da Pastoral Infantil e Coordenador Regional da Pastoral Infantil Setor Ituiutaba; Vigário Judicial da Câmara Eclesiástica; Chanceler Diocesano; Pároco da Paróquia São Francisco de Assis de Ituiutaba; Vigário Geral; e Administrador Diocesano. Seus últimos ofícios presbiterais foram de Cura da Catedral São José, Vigário Judicial da Câmara Eclesiástica de Ituiutaba, Procurador, Ecônomo, Vigário Geral da Diocese de Ituiutaba, Membro do Conselho Presbiteral e do Colégio dos Consultores e Assistente Eclesiástico do Instituto Secular Maria Mãe da Igreja. Em 3 de julho de 2013, o Papa Francisco nomeou-o Bispo de Jardim, recebendo a ordenação episcopal em 6 de setembro sucessivo, pela imposição das mãos do então Bispo de Ituiutaba, Dom Francisco Carlos da Silva. Tomou posse como IV Bispo de Jardim em 29 de setembro do mesmo ano.

  • Dom Antonino Migiore

Dom Antonino Migliore nasceu em Serradifalco, Diocese de Caltanissetta, na Itália, em 7 de julho de 1946. Completou os estudos humanísticos, filosóficos e teológicos no Seminário Diocesano de Caltanissetta, obtendo depois a Licenciatura em Catequese no então Pontifício Ateneu Salesiano de Roma. Foi ordenado sacerdote em 29 de junho de 1969. Desenvolveu os seguintes ministérios: Vice-Pároco e depois Pároco em Caltanissetta, Delegado para as Missões até 1986, ano em que pediu para vir para o Brasil. Até o final de 1989 foi Pároco e encarregado da formação dos Diáconos na Diocese de Piracicaba. Em 1990 foi para a Prelazia de Coxim como Pároco de Sonora e responsável da Pastoral até o final de 1997, ano em que retornou à Itália. Seu último ofício presbiteral foi de Pároco de Paróquia Sagrado Coração na Diocese de Caltanissetta e Responsável Diocesano da Pastoral Familiar. São João Paulo II nomeou-o como IV Bispo-Prelado de Coxim em 10 de maio de 2000. Sendo ordenado bispo na Catedral Santa Maria, em Caltanissetta, pela imposição das mãos do Cardeal Lucas Moreira Neves, Prefeito da Congregação para os Bispos. Tomou posse da Prelazia Territorial em 23 de julho de 2000. Com a elevação da Igreja particular de Coxim à Diocese em 13 de novembro de 2002, em 18 de maio do ano seguinte tomou posse da nova Igreja diocesana.

  • Dom Vitório Pavanello

Dom Vitório Pavanello nasceu em Presidente Getúlio, na atual Diocese de Rio do Sul, em Santa Catarina, em 20 de janeiro de 1936. Em 1949 entrou no Seminário Menor Salesiano de Ascurra, Santa Catarina. Em 1953 foi transferido para o Seminário de Lavrinhas, São Paulo, onde concluiu os estudos de Segundo Grau. Entre 1956 e 1957 fez os estudos filosóficos e o curso de Letras pela Faculdade Salesiana de Lorena, em São Paulo, obtendo a Licenciatura em Português, Latim e Inglês. De 1960 a 1969 fez a Assistência Salesiana no Seminário São Manoel de Lavrinhas. Em 31 de janeiro de 1963, dia de seu Pai e Fundador, São João Bosco, professou perpetuamente os votos religiosos na Sociedade de São Francisco de Sales. Entre 1963 e 1966 dedicou-se aos estudos teológicos no Instituto Pio XI, na capital paulista. Ordenado presbítero em 31 de julho de 1966 exerceu os seguintes ofícios: orientador escolar, pedagógico e pastoral do Liceu Coração de Jesus em São Paulo, posteriormente nomeado Diretor e Superior da comunidade salesiana do Liceu; Reitor dos seminários de Lavrinhas e Pindamonhangaba, Diretor e Superior da comunidade salesiana do Educandário São Carlos, na cidade paulista de São Carlos. São João Paulo II em 9 de dezembro de 1981 nomeou-o como Bispo de Corumbá sendo ordenado em 31 de janeiro de 1982 por Dom Antônio Barbosa, então Arcebispo Metropolitano de Campo Grande, na Catedral São Carlos Borromeu, em São Carlos, tomando posse em 21 de março sucessivo como IX Bispo de Corumbá. Em 26 de novembro de 1984 foi nomeado Arcebispo Coadjutor de Campo Grande e tomou posse do ofício em 3 de fevereiro de 1985. Sucedeu a Dom Antônio Barbosa em 12 de dezembro de 1986. Ao completar 75 anos de idade em 2011, apresentou sua renúncia ao Papa Bento XVI, tendo ela aceita em 4 de maio do mesmo ano.

  • Dom João Aparecido Bergamasco

Dom João Aparecida Bergamasco nasceu em 15 de maio de 1967 em Tuneira do Oeste, no estado do Paraná, Diocese de Umuarama. Emitiu a Profissão Religiosa na Sociedade do Apostolado Católico em 25 de março de 1993 e ordenado sacerdote em 26 de dezembro de 1993. Fez os estudos de Filosofia e Teologia no Instituto de Filosofia e Teologia de Santa Maria, no município de Santa Maria, Rio Grande do Sul. Como presbítero desenvolveu os seguintes encargos: Vigário Paroquial da Paróquia São Francisco de Assis de Ariquemes (Arquidiocese de Porto Velho); Vigário Paroquial da Paróquia Cristo Salvador de Cerejeiras (Diocese de Guajará-Mirim); Pároco da Paróquia Santo Antônio de Iporã (Diocese de Umuarama); Pároco-Reitor do Santuário Nossa Senhora de Fátima de Manaus; Vigário Paroquial da Paróquia São Roque de Coronel Vivida (Diocese de Palmas-Francisco Betrão); Diretor da Rádio Vicente Palloti em Coronel Vivida; Animador Vocacional em Palotina, Paraná; Reitor do Seminário Menor São Vicente Palloti em Palotina; Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Porto Alegre; Auxiliar Administrativo da Gráfica Editora Palloti em São Leopoldo, no Paraná; Vigário Paroquial da Paróquia Rainha dos Apóstolos de Manaus; Diretor do Postulantado São Vicente Palloti em Manaus. Seu último ofício presbiteral foi de Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Fátima do Sul (Diocese de Dourados). O Santo Padre Francisco nomeou-o Bispo de Corumbá, em 18 de dezembro de 2018. Foi ordenado bispo por Dom José Maria Maimone, Bispo emérito de Umuarama em 3 de março de 2019, e tomou posse como XIV Bispo de Corumbá em 23 de março do mesmo ano.

  • Padre Gildásio Mendes dos Santos

Padre Gildásio Mendes dos Santos nasceu em Conceição da Barra, Diocese de São Mateus, no estado do Espírito Santo. Fez o aspirantado no Instituto São Vicente, em Campo Grande e o noviciado em São Carlos, no estado de São Paulo. Graduou-se em Filosofia pela Faculdade Salesiana de Lorena, em São Paulo; e em Teologia pela Faculdade de Teologia Pio XI, na capital paulista. Obteve o mestrado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Salesiana, em Roma; também tem mestrado na área de realidade virtual pelo Departamento de Telecomunicação da Universidade Estadual de Michigan, nos Estados Unidos. Obteve o doutorado em Comunicação pelo Departamento de Comunicação da Universidade Estadual em Wayne, no estado de Michigan; tendo sido o título reconhecido pelo pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Professou os primeiros votos religiosos na Sociedade São Francisco de Sales em 31 de janeiro de 1984, no dia de seu Pai e Fundador, São João Bosco; e os votos perpétuos em 11 de fevereiro de 1990. Foi ordenado presbítero em 12 de dezembro de 1992, pela imposição das mãos de seu confrade Dom José Foralosso, então Bispo de Guiratinga, no Mato Grosso. Durante seu ministério sacerdotal assessorou a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil na área da Comunicação e também o Regional Sul 1 da conferência episcopal, que engloba o estado de São Paulo; integrou o Comitê Internacional de Estudos da Comunicação da congregação salesiana; assumiu a diretoria da Faculdade Salesiana de Tecnologia de Campinas, em São Paulo; ministrou aulas da Universidade Estadual de Wayne, em Michigan; foi Pró-Reitor Acadêmico da Universidade Católica Dom Bosco, em Campo Grande. Seu último ofício antes de eleito como Inspetor foi de Diretor do Colégio e Faculdade Salesianos Santa Teresa em Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Em dezembro de 2013 foi eleito pelo então Reitor-Mor da Sociedade São Francisco de Sales, Padre Pascual Chávez Villanueva como XX Inspetor da Inspetoria Salesiana Santo Afonso Maria de Ligório, a história Missão Salesiana de Mato Grosso, que abrange os estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Oeste de São Paulo, sediada em Campo Grande, tomando posse como seu XX Inspetor em 25 de maio de 2014 no Santuário Nossa Senhora Auxiliadora, em Cuiabá. O Inspetor salesiano tem diversos livros e artigos científicos publicados em português, inglês e italiano, sendo conferencista e pesquisador na área da comunicação virtual, redes e interações humanas.

  • Padre Linniker Matheus Magalhães dos Santos

Padre Linniker Matheus Magalhães dos Santos nasceu em 19 de janeiro de 1993, no município de Campo Grande. Ingressou no Seminário Propedêutico Dom Antônio Barbosa em Campo Grande no ano de 2009, e no Seminário Mario Maria Mãe da Igreja em 2010. Obteve a Licenciatura em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco no ano de 2012; e o Bacharelado em Teologia pelo Instituto Teológico João Paulo II em 2016. Foi ordenado presbítero em 4 de maio de 2018, pela imposição das mãos de Dom Vitório Pavanello, Arcebispo emérito de Campo Grande, incardinando-se na Arquidiocese de Campo Grande. Tomou posse como VII Pároco da Paróquia Cristo Redentor em 3 de junho de 2018. Atualmente também é pós-graduando em Acompanhamento de Adolescentes e Jovens no Centro Universitário Salesiano de São Paulo, na capital paulista; e Referencial para a Pastoral juvenil da Arquidiocese de Campo Grande e do Regional Oeste 1 da conferência episcopal, que abrange o estado do Mato Grosso do Sul.

Pe. Reginaldo Padilha

Padre Reginaldo Padilha nasceu no dia 20 de abril de 1975 em Guaratuba (Paraná). Ingressou na Congregação do Santíssimo Redentor. Foi ordenado em 2007 e assumiu a missão de pároco da Nossa Senhora Imaculada Conceição em Aquidauana, onde ficou até 2011. De 2012 a 2018, foi pároco da Paróquia Nossa Senhora da Guia, em Campo Grande e 27 de janeiro de 2019 assumiu como reitor do Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

 

Programação da II FESTA DA PADROEIRA DO MATO GROSSO DO SUL: