Em 80 anos de Paróquia, membro da comunidade poderá se tornar diácono permanente

0

O vocacionado ao diaconado permanente, Benedito Zamprônio Villarino, será admitido às Ordens Sacras em rito solene, neste domingo (1), às 8h na Comunidade Santo Agostinho, com missa presidida pelo arcebispo Metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas de Lara Barbosa.

Será a última fase da formação, com escrutínio, até receber que é o primeiro grau da Ordem. O Concílio Vaticano II, na Lumen Gentium nº 29, coloca para a Igreja a recuperação do diaconado permanente. Neste ficarão os homens que se sentem chamados a desempenhar a função de serviço proposta ao ministério diaconal.

Em 80 anos de Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Villarino será o primeiro da comunidade a receber o Sacramento. Em toda a diocese de Campo Grande, existem apenas dois diáconos permanentes e atualmente oito nessa fase da formação.

Villarino atua na Comunidade Santo Agostinho desde 2004, nas diversas Pastorais, movimentos e serviços, e principalmente na Coordenação Administrativa e Financeira.

Simultaneamente, manteve os mesmo trabalhos no Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde também serve como Ministro da Eucaristia.

Em 2015, deu início aos estudos na Escola Diaconal “São João Paulo II”, dirigida pela Arquidiocese de Campo Grande, visando o discernimento ao Diaconato Permanente. Como requisito para esta vocação, concluiu em agosto de 2017, a graduação como Bacharel em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco.

Após extensos trabalhos pastorais, num primeiro escrutínio, teve seu nome aprovado pela Arquidiocese para a Admissão às Ordens Sacras.