Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - MS

Destaques, Notícias, Santuário › 18/02/2018

“Fraternidade e superação da violência” é o tema da Campanha da Fraternidade 2018

Com o tema “Fraternidade e superação da violência”, começa a Campanha da Fraternidade 2018. A missa de abertura da campanha é celebrada hoje, a partir das 9h, no Ginásio Dom Bosco, em Campo Grande. A celebração será conduzida pelo arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara.

No lançamento da campanha, na semana passada, o secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Luís Fernando da Silva, leu para os presentes no evento a mensagem enviada pelo papa Francisco: “O perdão das ofensas é a expressão mais eloquente do amor misericordioso e, para nós cristãos, é um imperativo de que não podemos prescindir. Às vezes, como é difícil perdoar! E, no entanto, o perdão é o instrumento colocado nas nossas frágeis mãos para alcançar a serenidade do coração, a paz. Deixar de lado o ressentimento, a raiva, a violência e a vingança é condição necessária para se viver como irmãos e irmãs e superar a violência”.

No final da Mensagem, papa Francisco pediu: “Peço a Deus que a Campanha da Fraternidade deste ano anime a todos para encontrar caminhos de superação da violência, convivendo mais como irmãos e irmãs em Cristo. Invoco a proteção de Nossa Senhora da Conceição Aparecida sobre o povo brasileiro, concedendo a Bênção Apostólica. Peço que todos rezem por mim”.

Importância – Cardeal Sergio da Rocha disse que a importância da Campanha da Fraternidade tem crescido a cada ano, repercutindo não somente dentro do âmbito da Igreja Católica, mas em toda a sociedade civil, além de outras igrejas cristãs. “Construir a Fraternidade para superar a violência” é o objetivo da Campanha da Fraternidade, lembrou. “A vida, a dignidade das pessoas, de grupos sociais mais vulneráveis têm sido atingidos frequentemente”. A realidade da violência, no entanto, “não deve levar a soluções equivocadas”, disse. Por conta disso, a Campanha da Fraternidade, disse o cardeal, quer ajudar a todos para fazer uma análise profunda diante da complexidade da realidade da violência.

“Embora que seja importante a ação de cada um de nós, mas é preciso de ações comunitárias”, disse o presidente da CNBB. A Igreja não pretende oferecer soluções técnicas para os problemas que aborda, mas o valor da fé e do amor que mostra que o semelhante não é um adversário, mas um irmão a ser amado, disse o Cardeal.

Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Av. Afonso Pena, 377 - 79005-000 - Campo Grande - MS

contato@perpetuosocorroms.com.br

(67) 3384.2818 – (67) 3384.9969

AFIM

Av. Afonso Pena, 488 - Amambaí - Campo Grande - MS

assistenciasocial@afimcg.org.br

(67) 3211.6072 | 3211.6020 | 3211.6005

Facebook

X