Fundador da Fazenda da Esperança recebe condecoração da Alemanha

0

Por reconhecimento de seu trabalho, Frei Hans Stapel, fundador da Fazenda da Esperança, recebeu uma condecoração da Alemanha

Monique Coutinho
Enviada especial a Guaratinguetá (SP)

O fundador da Fazenda da Esperança, Frei Hans Stapel, recebeu, neste sábado, 24, uma condecoração enviada pelo presidente da Alemanha, Joachim Gauck.  O momento, realizado na sede da instituição em Guaratinguetá (SP), foi marcado com muita emoção e contou com a presença de vários representantes da Igreja, da política e militares, além dos moradores da fazenda e seus familiares.

A premiação é devido ao reconhecimento do trabalho realizado pelo frei em prol da recuperação dos dependentes químicos. O sacerdote recebeu das mãos do vice-cônsul da Alemanha em São Paulo, Uwe Heye, a Cruz de Mérito da República Federal da Alemanha.

condecoração_frei
Uwe Heye entrega a Cruz de Mérito da República Federal da Alemanha para Frei Hans / Foto: Wesley Almeida

Em entrevista ao noticias.cancaonova.com, Heye disse estar “muito orgulhoso” por premiar Frei Hans, um cidadão alemão, que vive no Brasil há 36 anos . “É um grande prazer participar pessoalmente dessa cerimônia e dessa festa. A condecoração significa muito para a República Federal da Alemanha e também para o presidente”.

O vice-cônsul disse ainda que o trabalho exercido pelo frei é uma grande contribuição para a paz. “A educação para a paz começa com os jovens e acho que essa obra é uma grande contribuição para paz. Essa condecoração quer reconhecer essa obra valiosa”.

Gratidão a Deus

Durante a cerimônia, diversas atrações aconteceram, como momentos musicais com a banda internacional Gen Rosso, testemunho de ex-dependente químico e também alguns tributos para o frei.

A primeira pessoa que se pronunciou foi o cofundador da instituição, Nelson Giovanelli Rosendo dos Santos. Segundo ele, tudo isso é motivo para agradecer a Deus, tanto pelo reconhecimento da Igreja, quanto da sociedade.

Nelson1
Cofundador da instituição, Nelson Giovanelli Rosendo dos Santos / Foto: Wesley Almeida

“É uma ocasião de agradecer ao Senhor pelo reconhecimento. Tanto a Igreja e ao mesmo tempo ao Senhor, pelo reconhecimento que a sociedade está dando através da condecoração que o frei está recebendo pelo governo alemão.”

Giovanelli disse ainda que toda essa festa é em função do sentido maior da vida que é amar Jesus em todos os jovens que se recuperam ou que estão em processo de recuperação. “Agora as famílias tem a chance de ter o alívio para esse tipo de sofrimento”, disse, e acrescentou que não é apenas sair das drogas, mas encontrar de fato um novo caminho para a vida. “Poder até tornar missionários embaixadores da esperança.”

Nelson destacou também que a Fazenda da Esperança é uma realidade que começou tão pequena e que hoje se torna uma grande árvore onde muitos encontram um novo caminho de vida. “Uma paróquia de fundo de quintal, desinteressadamente, só com o desejo de viver o evangelho. A gente vê que o que Jesus disse tem razão, pois agora se tornou uma árvore grande, onde muitos podem se abrigar e encontrar restauração e um caminho de vida.”

Tudo começou como uma semente

Frei Hans conta que nunca planejou fundar algo como a Fazenda e que tudo isso não foi nada planejado. “Olhando para trás, eu vi muitos atos de amor que eu não imaginava e que hoje são grandes árvores. Pessoas decidindo as vocações e fazendo bem por todo o mundo. A gente deve viver o momento presente e não planejar nada, assim as coisas acontecem.”

frei_hansa
Fundador da Fazenda da Esperança, Frei Hans Stapel / Foto: Wesley Almeida

O fundador da comunidade acrescenta ainda que tudo começou como uma semente, e que apesar de ser pequena, a força e capacidade que Deus colocou em cada uma é muito grande. “É bonito ver tantos milagres acontecendo todos os dias.”

Sobre o reconhecimento do trabalho realizado pela Fazenda da Esperança, o frei afirma que encara tudo isso como um reconhecimento para toda a família e não só para ele. “Eu penso mais no reconhecimento para todos. É bom que a sociedade reconhece (…) porque o que precisamos é da solidariedade de muitos para atender aqueles que ainda estão na miséria, na dependência. Então espero que realmente facilite e possa abrir mais portas.”

Com relação a condecoração recebida, Frei Hans disse que vive o momento com gratidão no coração e que para a sociedade e para os homens, esse reconhecimento é muito útil. “Para mim não muda nada porque não preciso, eu tenho consciência que o que vale diante de Deus é o amor e o título para mim não é tão importante, mas para a sociedade e para os homens eu acho muito útil e interessante.”

Show Gen Rosso

Para concluir a noite festiva, houve também a apresentação do grupo musical internacional Gen Rosso, com o espetáculo Streetlight, no qual relata a história de Charles Moats, que luta incessantemente para se livrar da violência.

Apresentação_gen_rosso
Apresentação do grupo musical internacional Gen Rosso, com o espetáculo Streetlight / Foto: Wesley Almeida

O elenco foi composto por cerca de 320 internos da Fazenda da Esperança de diversas localidades do país. Foram três dias de ensaios, separados em 12 oficinas que compõe um mesmo musical. Os moradores da fazenda puderam vivenciar a real experiência de serem estrelas dessa grande apresentação.