“Nós bispos somos confirmadores dos apóstolos”, disse dom Giovanni D’Aniello ao Conselho Permanente da CNBB

0

O núncio apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello, presidiu missa na manhã de hoje, na Capela da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), iniciando, assim, a programação deste segundo dia de reunião do Conselho Permanente.  A liturgia desta quarta-feira, 28, recorda a memória de São Simão e São Judas Tadeu. O evangelho de Lucas retrata a passagem em que Jesus sobe a montanha para rezar, antes de escolher os doze apóstolos.

Na homilia, dom Giovanni recordou que a missão da Igreja é ser missionária como os apóstolos, chamados a “revolucionar o mundo”. O bispo disse que Jesus não apenas chama, mas capacita os escolhidos para o serviço. “Nós bispos somos confirmadores dos apóstolos. Por isso, duas coisas são necessárias, como ensina Jesus: silêncio e oração. É preciso parar durante o dia para ficar a sós com Deus, no silêncio. Querer ouvi-lo e saber o que Ele está esperando de mim”, acrescentou dom Giovanni.

Para o núncio, a correria do cotidiano não pode ser motivo para não rezar, pois nem sempre “oração é ação” e que a relação com Deus só acontece “na intimidade”.

Ir ao encontro

Ainda meditando a leitura do evangelho, o bispo lembrou a postura de Jesus, ao descer da montanha e ir ao encontro das pessoas. “Precisamos, também, nós sairmos dos palácios, das dioceses e paróquias para ir em busca do povo, ver Cristo no rosto daquele que sofre. Pois, não é possível ir aos outros sem carregar a cruz de nossa missão como bispos e discípulos de Jesus”, disse.

Ao final da homilia, dom Giovanni assegurou orações por todos os bispos do Brasil e pediu que também rezem por ele.

Ainda, pela manhã, o núncio apostólico no Brasil participou de momento de partilha com os membros do Conselho Permanente, no plenário Dom Helder Câmara.