Santuário recorda a memória litúrgica de seis missionários redentoristas nesta quarta-feira

0

O Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro recorda a memória litúrgica de seis missionários redentoristas conhecidos como Mártires de Cuenca, durante as novenas desta quarta-feira (6).

Os padres Javier Gorosterratzu Jaunarena, Ciríaco Olarte Pérez de Mendiguren, Miguel Goñi Áriz, Julián Pozo Ruiz de Samaniego, Pedro Romero Espejo e o Irmão Victoriano Calvo Lozano, foram beatificados junto aos 522 mártires da Guerra Civil da Espanha (1936-1939), no dia 13 de outubro de 2013, em Tarragona, na Espanha.

A Guerra Civil Espanhola fez aproximadamente 270 mil vítimas, incluindo soldados e civis. Muitos morreram por ações de guerra, e outros por represália, doenças e pela fome. Aproximadamente 6.850 morreram como resultado direto da perseguição religiosa. Desses, 13 eram bispos e mais de 6 mil eram sacerdotes e religiosos. Entre eles, quase mil já foram beatificados ou canonizados. Outros 2 mil casos estão em processo.